segunda-feira, 18 de julho de 2011

Rumo...


Nunca sei ao certo que caminho tomar, sempre tenho a nítida impressão que peguei o caminho errado e diante de novas possibilidades que caminho tomar? A lembrança das decisões passadas tomadas erradas trazem o medo. Medo de decidir errado, de escolher errado, de seguir pelo caminho errado, quem sabe o "ërrado" nem seja tão errado assim, quem sabe apenas o menos certo...Mas a vida nos impõe encruzilhadas e nas tantas vezes que nos vimos diante de uma nova decisão, pensamos, pensamos e por medo de errar, erramos.
Algumas vezes até dá pra voltar e refazer, consertar, arrumar a bagunça, mas em outras não dá mais...E é assim, só depois do fato consumado, que vemos que pegamos o caminho errado... Decepção... Desaprovação...Sensação de incompetência, de uma repetição errada e  infeliz.
Peguei o caminho errado muitas vezes na minha vida, algumas dessas escolhas me afetam até hoje, queria poder entrar em uma máquina do tempo e recomeçar, infelizmente essa possibilidade existe apenas nos meus pensamentos e sonhos, no meu mundo paralelo e particular. 
Vejo da janelinha da minha alma que muitas coisas estão mudas dentro de mim, vejo escondida em um cantinho discreto, as minhas decisões, minhas escolhas erradas também estão lá, discretas para que nem possam ser notadas...A minha sorte é que a esperança e a fé também estão lá, dividindo o mesmo espaço... Mas felizmente, elas ocupam um espaço muito maior e gostam de aparecer.
Assumir o erro não é agradável, especialmente quando o fato de assumir não alterará em nada os acontecimentos, servirá apenas para perserguir suas próximas escolhas com a sombra do passado. Mas assumir é necessário, para aprender, para amadurecer, para ter mais chances na próxima vez de acertar.
A vida nos dá muitas chances, mas nenhuma de voltar atrás, então...Todo cuidado com as decisões tomadas pode ser pouco, eu mesma, sagitariana que sou, vivo intensamente, faço e decido tudo de supetão, vai tudo na emoção, nada racionalmente em mim funciona e isso me causa muitas dores de cabeça e arrendimentos...Por falar em arrependimentos, tenho sim, quem diz que não se arrepende de nada pra mim está sendo hipócrita ou muito prepotente, só não se arrepende quem NUNCA errou. E todos erramos em algum momento na vida...
Preciso aprender a ser mais racional e menos emocional, mas isso pra mim é complicado, mas nada é impossível...Então, vamos ter esperança e fé...Porque isso sim eu tenho de sobra.

5 comentários:

Dayane Ok. disse...

Texto perfeito!Eh assim mesmo que me sinto!Se eu pudesse, eu voltaria atrás, refaria várias coisas, mas infelizmente a vida não nos oferece essa possibilidade!

leandroaleixo disse...

Show de bola...gostei!!!
Adorei a nova foto la no perfil..muito showww

Nita disse...

Belissimo texto!
Beijinho e boa semana.

Severa Cabral(escritora) disse...

Que janelinha mais linda!
amo vim aqui,me torno criança...só pela sutileza,e gosto tbm de entrar em blogs que está em construção,pq acompanho com mais intensidade...
Adoro esses tipos de textos,reais e reflexivos...
Bjssssssssssssss

Paula Moraes disse...

Obrigada queridos, aqui me sinto mais a vontade de postar o que der na telha...rs
Obrigada Leandro...=)
Bjs em todos

Postar um comentário